Qual é o tom maestro?!

November 8, 2016

Essa é uma pergunta recorrente nas minhas aulas!

O que significa quando o cantor vira pra banda e diz: "toca um Dó Maior"!

 

Essa afirmação está se referindo ao tom que ele quer que a banda toque a música para que ele possa cantá-la.

Como vocês sabem temos 12 notas musicais. Então, temos 12 tons, certo? Errado! ;)

Na verdade temos 48 tons diferentes!

 

Como assim?

 

Além do tom temos também a tonalidade. Qual a diferença? Vamos lá!

 

Tonalidade é um sistema específico de sons baseado nas escalas, que se dividem em: maior, menor natural, menor harmônica e menor melódica.

 

 

Nesse sistema existe uma hierarquia entre cada nota ou grau da escala e por consequência entre seus acordes. A formação dos acordes através da sobreposição das notas da escala irá gerar o Campo Harmônica de cada tonalidade.  Dentro desse campo harmônico teremos as funções de tônica, subdominante e dominante, por exemplo. Mas isso será assunto de um outro post.

 

Vamos agora ao Tom.

 

Tom é a nota onde se realiza a tonalidade.

 

Podemos dizer que o tom é a nota e a tonalidade é em qual sistema essa nota irá se encaixar. Veja os exemplos no quadro abaixo:

 

 

Na prática, porém, essas duas definições se confundem. Ninguém diz: “Tom de Dó na Tonalidade Menor”. As pessoas geralmente abreviam para “Tom de Dó menor”, ou “Tonalidade de Dó menor”. Portanto, esses termos acabam tendo o mesmo significado na prática. Mas tenha o cuidado de dar a informação completa! Pois não basta eu dizer somente Dó, preciso dar a indicação se esse Dó é Maior ou Menor, por exemplo.

 

E como então eu identifico o tom e a tonalidade de uma música?

 

Se você tem a partitura da música em mãos, a primeira coisa a fazer antes de começar a tocá-la é verificar a Armadura de Clave. Isto é, quais acidentes (sustenidos ou bemóis) estão assinalados ao lado da clave.

 

O quadro abaixo mostra todas as armaduras de clave com suas tonalidades relativas menores.

 

 

 

Por exemplo, se a partitura tem um bemol a tonalidade será Fá Maior ou Ré Menor.

Se tem dois sustenidos, a tonalidade será Ré Maior ou Si menor. E assim por diante!

 

E porque eu preciso saber a tonalidade de uma música?

 

Porque sabendo a tonalidade você saberá a escala da música, ou seja, quais notas você irá tocar. Saberá também quais acordes serão mais recorrentes naquela música, que serão os acordes do Campo Harmônico. Isso facilita a execução e o entendimento daquela música.

 

O ideal é identificar com rapidez qual a tonalidade. Pra isso tente memorizar as armaduras de clave. Comece pelas maiores, que são as que estão do lado de fora do círculo. Depois passe para as menores. A dica é: a tonalidade menor está uma terça menor abaixo da tonalidade maior. Por exemplo: se a tonalidade é Dó Maior sua relativa menor será Lá menor. Se é Sol Maior a relativa menor será Mi menor.

 

Então: mãos à obra!

 

No próximo post falaremos um pouco mais sobre o Campo Harmônico!

 

Bons estudos!

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

O que são e para que servem os registros.

May 7, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

September 21, 2017

July 31, 2017

Please reload

Arquivo