• Marina Camargo

O que são e para que servem os Intervalos!


Mas o que são Intervalos e porque eles são importantes?

Intervalo é a distância entre duas notas musicais. Para calcularmos os intervalos usamos as unidades de medida musicais: semitom e tom.

Sendo, semitom a menor distância entre duas notas. Por exemplo de dó a dó#.

O tom equivale a dois semitons.

Os intervalos são importantes pois são a base das escalas e acordes.

Por exemplo, para formarmos um acorde maior usamos a Tônica, terça maior e quinta justa. Terça maior e quinta justa são intervalos calculados a partir da Tônica.

Os intervalos se dividem em:

Simples: quando o intervalo está dentro de uma oitava: segunda, terça, quarta, quinta, sexta, sétima e oitava.

Composto: quando ultrapassa uma oitava: nona, décima, décima primeira, décima segunda, décima terceira.

Oitava é a distância de 8 notas. Por exemplo de um dó mais grave até o próximo dó mais agudo temos a distância de oito notas, logo uma oitava.

E como eu calculo os intervalos?

Você deve simplesmente contar cada nota a partir da tônica.

Ex.: De Dó a Mi eu tenho um intervalo de terça, ou seja, três notas (dó, ré, mi).

De Dó a Fá tenho um intervalo de quarta, quatro notas (dó, ré, mi fá).

E assim por diante.

Mas não basta somente eu contar as notas e calcular o número do intervalo.

Cada intervalo tem uma classificação. O intervalo pode ser: maior, menor, justo, aumentado ou diminuto.

E como eu calculo isso? Através do número de tons e semitons.

Primeiro você calcula o número do intervalo. De dó a mi temos três notas então o intervalo é de terça. E agora você calcula quantos tons eu tenho de dó a mi:

Dó a ré = 1 tom

Ré a mi = 1 tom

Logo, de dó a mi temos 2 tons. Então, esse intervalo é de terça maior.

Veja na tabela abaixo quantos tons e semitons temos em cada intervalo:

Repare que as nomenclaturas são diferentes. Para as 2ª, 3ª, 6ª e 7ª usamos as classificações de Maior, menor e diminuto. Para as 4ª e 5ª usamos justa ao invés de maior e menor.

Veja também que alguns intervalos tem a mesma distância, 4ª aumenta e 5ª diminuta, por exemplo. Na verdade, o intervalo é o mesmo. Você vai chamá-lo de uma forma ou de outra dependendo da situação onde ele se encontra.

Como vimos antes os intervalos que estão dentro de uma oitava são chamados simples. São esses que estão na tabela. E os compostos?

Muito simples!

Vamos pegar o exemplo de dó a ré = uma segunda. Mas se eu quiser calcular esse ré uma oitava acima:

dó ré mi fá sol lá si dó ré

Quantas notas eu tenho?

9

Então o intervalo será uma nona.

Para esse cálculo temos uma regra bem simples:

2 = 9

4 = 11

6 = 13

Onde, no exemplo de dó:

Ré (2) uma oitava acima será a nona

Fá (4) uma oitava acima será a décima primeira

Lá (6) uma oitava acima será a décima terceira

Os outros intervalos não são usados uma oitava acima.

Veja aqui uma tabela com todos os intervalos a partir do Dó:

Muito bem, agora você já pode entender a regra da formação de Acordes.

Porque eu tenho um acorde maior e outro que é um acorde menor?

Mas isso é assunto para o próximo post!

Até lá!

#intervalos

6,357 visualizações