Marina Camargo

 

 

Natural de Curitibanos/SC. É graduada em Licenciatura em Música pela UFPR e Especialização em Música Brasileira pela FAP. Iniciou seus estudos de acordeom em 1993 com o prof. Onilson Pereira em Curitibanos/SC. Em Curitiba estudou com Rubens Pires, Waldir Teixeira, Toninho Ferragutti, Alessandro Kramer e Lula Alencar nas Oficinas de Música (2002 a 2011). Foi vencedora por duas vezes do Festival Catarinense de Arte e Tradição na categoria Acordeom. Integrou o Grupo de Percussão da UFPR de 2000 a 2002, participando de diversos concertos, entre eles na Sala Cecília Meirelles e na UNIRIO no RJ. Participou como convidada de espetáculos de música e teatro em Curitiba e São Paulo, pela Cia Senhas, Cia Nossa Senhora de Teatro Contemporâneo e Os Satyros.

Foi integrante e assistente de direção do grupo de acordeonistas Fole Harmônico de 2005 a 2010. Em 2009 participou do projeto Sinfonética Comunitária Flutuante como solista convidada. Com o grupo Novos Matutos, que realiza um trabalho de resgate da música de raiz, lançou em 2015 o CD "Melodias de um Brasil Profundo". 

É integrante e fundadora do grupo Baque Solto com o qual lançou em 2012 o CD “cinematerapiareligiãoecarnaval” que integrou a lista dos “100 Melhores Álbuns de 2012” pelo site Melhores da Música Brasileira.

É integrante e fundadora do Folebaixo, duo de música eletro-orgânica. O duo participou em 2014 do Festival Nosso Jogo em Viena/Áustria. Em 2015 lançou o álbum "Lounge" que foi selecionado ente os "100 Melhores Álbuns de 2015" pelo site Melhores da Música Brasileira. Em 2016 o duo participou de uma residência artística e um concerto na cidade de Salerno/Itália a convite do projeto Espírito Mundo. Juntamente com o músico Marcelo Pereira produziu o projeto "Ócios do Ofício - espetáculo musical baseado na obra de Manoel Carlos Karam" que já foi apresentado em Curitiba/PR, Ponta Grossa/PR e Rio do Sul/SC.

É professora de acordeom do Conservatório de MPB de Curitiba desde 2004.

Em 2018 lançou o Livro e CD "Acordeom Brasileiro". O projeto conta com entrevistas e partituras de composições de 14 acordeonistas em atuação hoje no Brasil, entre eles: Toninho Ferragutti, Alessandro Kramer, Lulinha Alencar, Renato Borghetti, Edith de Camargo, Luiz Carlos Borges, Adelson Viana, Beto Hortis, entre outros.

 

 

 

foto: Imagem Combinada