• Marina Camargo

Formação de Acordes - Acordes com Sétima


Continuando nossos posts sobre formação de acordes, hoje falaremos dos acordes com sétima.

Se você ainda não leu, aproveite para ler o post "Como formar acordes?"

Um acorde com sétima é uma tétrade, ou seja, um acorde com 4 notas, sendo:

fundamental, terça, quinta e sétima.

Mas não existe somente um tipo de sétima. O acorde que mais conhecemos e que aparece nos baixos do acordeom é o acorde com sétima menor. Por exemplo: C7

Mas temos também o acorde com sétima maior: C7M, menor com sétima Cm7, e assim por diante.

Para entendermos melhor os acordes é importante sabermos que cada um tem uma função harmônica na música, isto é, os acordes podem ser de repouso ou de tensão. A essas funções damos os nomes de tônica, dominante e subdominante.

O quadro abaixo explica as funções harmônicas baseado nos graus de cada acorde dentro do campo harmônico.

Então vamos aos tipos de acordes com sétima e a função de cada um deles. Usarei pra exemplificar sempre acordes com a tônica na nota Dó.

Acorde maior com sétima menor - C7

É o acorde dominante (V7). Esse acorde encontra-se no quinto grau do campo harmônico maior.

Temos dois posts aqui no blog sobre Campos Harmônicos, aproveite e revise esse conteúdo:

Campo Harmônico (parte 1)

Campo harmônico (parte 2)

Mas o que é um acorde dominante? É o acorde que tem como característica a formação de um intervalo dissonante, que chamamos de trítono. Esse intervalo é de 3 tons.

No acorde de C7 é o intervalo entre as notas Mi (terça maior) e Sib (sétima menor).

A presença desse intervalo nesse acorde causa um efeito de tensão. É o acorde que quando tocado parece que precisa de outro ;)

É a resolução. Quando você toca o acorde de C7 e depois o acorde F ou Fm, podemos sentir a resolução da tensão.

Essa cadência V7 I ou V7 Im é a mais comum na música popular.

Acorde maior com sétima maior - C7M

Esse acorde já tem um caráter mais estático. É o equivalente do acorde de resolução no exemplo acima.

Pode ser usado na cadência V7 I7M

Nas músicas regionais ele não aparece tanto. Por isso para muitas pessoas pode parecer um acorde muito dissonante. Mas harmonicamente ele se caracteriza como um acorde de repouso.

Acorde menor com sétima menor - Cm7

Se pensarmos esse acorde no campo harmônico maior ele pode ser o II, III ou o VI graus.

Nesse caso ele pode ter função tônica ou subdominante.

Ele também é o Im da escala menor natural. Sendo assim um acorde de repouso.

Acorde menor com sétima maior - Cm7M

É o acorde Im7M da escala menor harmônica. Apesar de ser um acorde de repouso ele é um acorde bem dissonante.

Acorde com sétima diminuta - C°

Ou simplesmente acorde diminuto. Esse é um acorde com função dominante, mas menos forte que o acorde V7.

Ele é o sétimo grau do campo harmônico maior.

É um acorde muito encontrado no choro. Dizemos que é um acorde de passagem, pois geralmente não se permanece muitos compassos nesse acorde.

Acorde menor com sétima menor e quinta diminuta - Cm7(b5)

É o segundo grau do campo harmônico menor. Tem uma função subdominante.

Existem outros acordes com sétima, mas podemos dizer que com esses aqui você já pode tocar muitas músicas ;)

Por hoje é isso! Até o próximo post, onde falaremos de acordes com 9, 11, 13, 6.

#tétrades #acordes #sétima

0 visualização