• Marina Camargo

O que são e para que servem os registros.


No post de hoje vamos falar sobre os registros do acordeom.

Os registros são aquelas pequenas teclas ou chaves, localizadas na tampa do acordeom, um pouco acima do teclado da mão direita. Esses registros servem para alterar o timbre do teclado do acordeom.

Também existem registros para os baixos, que ficam localizados ao lado dos botões dos baixos em direção ao fole.

Mas afinal, para que servem esses registros?

Os registros mudam o timbre do acordeom. O timbre é o que nos permite diferenciar sons da mesma frequência mas que foram produzidos por fontes sonoras diferentes. Por exemplo, se eu tocar uma nota dó em um acordeom e a mesma nota dó em um violão eu vou perceber uma diferença entre elas. As duas são notas de frequência igual (dó) mas de timbre diferente (acordeom e violão).

Podemos dizer que o timbre é como se fosse a "cor" do som.

No acordeom essa troca de timbres se dá pela combinação das diferentes vozes. Sabemos que um acordeom pode ter 2, 3 ou 4 vozes. Então, se eu combinar essas diferentes vozes terei timbres diferentes.

Como exemplo vamos pegar um acordeom de 4 vozes. Geralmente essa configuração de vozes é composta de: uma voz grave, duas médias, sendo que uma delas é afinada um ou dois hertz acima, e uma voz aguda.

Se acionarmos o registro Master do acordeom teremos todas essas vozes tocando ao mesmo tempo. Mas se acionarmos o Basson apenas a voz mais grave tocará. Se acionarmos o Violino as duas vozes médias tocarão ao mesmo tempo. E assim podemos ouvir até 15 timbres diferentes usando as combinações de vozes.

Se a combinação de vozes é o que produz os timbres diferentes, quanto mais vozes mais timbres teremos. Assim, um acordeom de duas vozes terá menos registros do que um de quatro vozes.

Acordeom de 4 vozes com 13 registros

Acordeom de 3 vozes com 5 registros

Os nomes dos registros se referem muitas vezes ao timbre que "imitam". Por exemplo, o registro Violino se parece com o instrumento violino por causa do seu vibrato, que é a sensação que temos ao ouvir as duas vozes na mesma altura porém, uma levemente afinada acima da outra. Geralmente temos uma voz em 440 hertz e a outra em 442 hertz.

Os nomes e as configurações dos registros podem variar bastante. As marcas adotam, muitas vezes, nomenclaturas diferentes dependendo do modelo do acordeom. Mas, os nomes mais comuns de registros que podemos encontrar são: Master, Bassoon, Piccolo, Musette, Clarinete, Bandoneon, Organ, Oboé, Flute, Cello, Viola, Sax, Harmonium, Accordion, Concert ou Symphonia, Celeste.

Nesse vídeo do Roberto Basiotti podemos entender um pouco na prática qual é o timbre de cada registro.

Agora você já pode conferir no seu acordeom quais registros existem e como eles soam.

Bons estudos!

:)

#registros #funcionamentodoacordeom

175 visualizações